Sala de Imprensa

Visita también la Sala de Prensa en español
18-12-2015 Produtos Volkswagen

Solví vai testar caminhão VW movido a 100% gás natural em São Paulo

Com potencial para redução de 95% das emissões de material particulado, 70% de óxido de nitrogênio (NOx) e 20% de gás carbônico (CO2), o caminhão Volkswagen movido a gás natural vai entrar em testes na coleta de resíduos da cidade de São Paulo. A iniciativa representa mais um importante passo na parceria tecnológica entre a MAN Latin America, fabricante do veículo, e a Solví, holding controladora de empresas que atuam nos segmentos de resíduos, saneamento e valorização energética e de engenharia. As duas empresas avaliam também os benefícios de rodagem com o primeiro caminhão híbrido-hidráulico do país.

“Esses desenvolvimentos em parceria com a Solví comprovam nosso compromisso de atender sob medida aos anseios dos clientes e ainda nossa busca incessante por soluções de transporte cada vez mais eficientes. Nesse sentido, o caminhão VW movido a GNV conta com tecnologia ideal para grandes centros urbanos”, afirma Rodrigo Chaves, diretor de Engenharia da MAN Latin America.

O caminhão VW Constellation 17.280 6x2, eleito para essa pesquisa, está equipado com o motor MAN E08, e as expectativas de redução das emissões foram levantadas em avaliações em bancada dinanométrica conduzidas na Alemanha. Os testes com a Solví devem durar, no mínimo, um ano para confirmar esses índices em condições reais de aplicação. A autonomia do caminhão é de cerca de 200 quilômetros, adequada para um dia de atividade de coleta. As alterações em seu projeto não alteram sua capacidade de carga útil.

O caminhão vai rodar cerca de 130 quilômetros por dia no centro de São Paulo, num rota com alta concentração de carga transportada em ruas planas. A programação é que, a cada três meses, essa rota seja revista para aumentar gradativamente a severidade da topografia. Essa operação é realizada pela Loga, uma das empresas controladas pela Solví.

Ganhos em custo, conforto e manutenção
Além das vantagens ao meio ambiente, esse combustível alternativo proporciona uma maior eficiência no custo do transporte desse tipo de operação. Por ter um preço mais vantajoso, o valor por tonelada transportada e quilômetro rodado tem potencial de ser mais favorável que o diesel, segundo dados preliminares levantados em testes realizados pela MAN Latin America, fabricante dos caminhões e ônibus Volkswagen e MAN.

O motorista do veículo também é favorecido com maior conforto. A nova motorização traz importante redução nos níveis de emissão sonora e mantém as mesmas características de performance, durabilidade e confiabilidade em comparação ao movido a diesel. O frotista ganha ainda com uma manutenção mais simples do caminhão. Os processos internos de combustão do motor movido a gás natural são mais limpos, com uma queima completa, o que gera menos resíduos nos bicos injetores e também no óleo lubrificante.

Estes benefícios podem favorecer de maneira geral o custo total de propriedade — também conhecido como TCO, sigla do termo em inglês. Outro ponto importante está na alta disponibilidade do gás natural, que já é o combustível alternativo mais utilizado no mundo e conta com uma rede de distribuição ampla e pulverizada por todo o Brasil.

Pioneirismo em pesquisas com tecnologias alternativas
Desde 2003, a MAN Latin America realiza pesquisas com combustíveis renováveis e alternativos, antes mesmo de qualquer obrigatoriedade legal. A montadora foi a primeira na indústria de veículos comerciais a acreditar e investir na tecnologia dual fuel no Brasil. Desenvolve estudos com biodiesel, etanol e gás natural, além de, em outras frentes, realizar testes com diesel de cana e veículos híbridos, como o diesel-hidráulico. Em parceria com a Solví, o caminhão Volkswagen Constellation 17.280 6x2 com tecnologia híbrida está em testes na cidade de São Bernardo do Campo.

Parceria de longa data
A Solví tem uma frota composta por mais de 600 caminhões próprios, sendo 95% da marca VW. Ao longo de quase 20 anos de parceria, foram mais de oito protótipos de caminhões desenvolvidos em conjunto com a engenharia da fábrica da MAN Latin America, localizada em Resende (RJ). O início da relação começou em 1995 com a venda do primeiro caminhão VW 16.170 para o grupo Solví.