Sala de Imprensa

Visita también la Sala de Prensa en español
02-03-2020 Todos Produtos Volkswagen

Volkswagen entrega ônibus para turismo ecológico nas ilhas de Galápagos

Cinco Volksbus 17.230 OD serão os responsáveis pelo transporte de passageiros nos trajetos ao aeroporto na ilha de Baltra

 

A VW Caminhões e Ônibus enviou para o Arquipélago de Galápagos, província do Equador, cinco novos Volksbus 17.230 OD. Os veículos serão utilizados pela Buzztrans S.A., empresa responsável pelo transporte de passageiros de e para o aeroporto na ilha de Baltra, no aeroporto ecológico de Galápagos, contribuindo para a redução de emissões e beneficiando todas as espécies únicas de Galápagos.

Os ônibus VW não foram escolhidos à toa: ecológicos, atendem às normas de emissões Euro 5 e foram entregues pela Intrans, representante oficial da VW Caminhões e Ônibus, oferecendo a confiabilidade dos produtos VW à excelência no atendimento do distribuidor.

“Estamos orgulhosos por sermos a primeira imagem que o turista tem quando chega a Galápagos, porque nossos veículos transmitem respeito pelo meio ambiente”, comenta Rubén Román, gerente da Intrans S.A.

“Os ônibus VW com a tecnologia Euro 5 são uma referência em robustez e custo-benefício no Equador, sem perder de vista a questão da sustentabilidade”, aponta Giulianno Nasi, consultor comercial da VW Caminhões e Ônibus.

“Temos a responsabilidade de cuidar de nossas ilhas e é por isso que implementamos o uso de ônibus com tecnologias ecológicas. E os Volksbus saíram na frente em termos de desempenho e conforto”, elogia Rafael Gallardo Cedeño, gerente geral da Buzztrans S.A.  

Os veículos contam com TVs de 22 polegadas, câmeras de segurança, reprodutor de vídeo, computador com GPS e dois deles possuem elevadores hidráulicos, totalmente adaptados para o transporte de pessoas com deficiência.

As ilhas Galápagos são um arquipélago vulcânico localizado no Oceano Pacífico. Suas terras isoladas abrigam espécies de plantas e animais não encontradas em outros lugares. Foi lá, afinal, que Charles Darwin encontrou nas diferenças dos bicos de várias aves, adaptados à alimentação, um argumento para a sua futura teoria da evolução.